Há anos eu conheço e aceito a ideia de que devemos buscar melhoria contínua. Sei que é natural e aceitável aceitar resultados mais “modestos” inicialmente e aumentar o grau de exigência de maneira gradativa. Entretanto, confesso que, até bem pouco tempo, mantinha uma “barra de exigência” extremamente elevada para a “primeira entrega”. Felizmente, isso mudou!

Há menos de três meses, por exemplo, resolvi iniciar um canal no Youtube para a EximiaCo. Nunca tinha produzido conteúdo em vídeo antes. Logo, esse era um desafio gigantesco. No começo, não tinha uma câmera boa, iluminação descente, tampouco um microfone razoável. Mas, confesso que sobrava boa vontade e desejo de acertar. Com o tempo, acho que comecei a acertar mais do que errar. Ainda há muito por fazer mas a distância percorrida já é bem perceptível.

A mesma coisa tem acontecido em outras áreas da minha vida. O fato é que aceitei que preciso “pegar mais leve” comigo e com os outros. Entendi que o menor esforço entre dois estágios de maturidade acontece com evoluções graduais, porém consistentes, na direção certa. Esperar por grandes saltos ou, principalmente, querer dar um primeiro passo muito grande é um convite para a procrastinação.

Nunca gostei da frase “feito é melhor que perfeito”. Sempre achei que era uma desculpa para trabalho feito com descaso. Na verdade, continuo pensando que muita gente utiliza este expediente. De qualquer forma, tomada da maneira certa, essa é uma ideia realmente poderosa.

Estou adotando a abordagem “fazer certo e cada vez melhor” nos processos da minha empresa, na relação com meus clientes e associados, na dieta que voltei a fazer (agora por necessidade médica), nos exercícios físicos que retomei, enfim … em tudo.

Novas configurações sempre apresentam novos desafios” é uma frase repetida com frequência por um dos meus grandes e queridos mentores. Aprendi que fica mais fácil enfrentar esses novos desafios aceitando que o melhor vem com o tempo, afinal, é preciso ter paciência, prudência, persistência e consistência no plantio para ter boas perspectivas na colheita.

Deixe uma resposta